Advogado-malamado leva prostituta pra casa, desce a porrada a esfaqueia e pode ser demitido da Assembleia de MT

Preso pela segunda vez por crimes contra mulheres, procurador da AL poderá ser exonerado
Reincidente em crimes contra mulheres, o procurador da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) Benedito César Corrêa Carvalho, 46, responderá a um Processo Administrativo Disciplinar (Pad) e poderá ser exonerado. Preso na madrugada de quarta-feira (19) depois de tentar esfaquear uma garota de programa em seu apartamento, ele já havia sido detido em 2011 por ameaçar duas mulheres em um motel, com um revólver calibre 38.

Leia mais:
Procurador da AL é solto horas depois de tentar esfaquear garota de programa em apartamento

No primeiro caso, o servidor não passou pelo procedimento, não tendo sofrido nenhuma punição administrativa.  De acordo com a AL, na ocasião não houve grande repercussão ao redor caso, que acabou não resvalando na imagem da instituição, por isso o Pad não foi instaurado. Em 2013, seu nome também estava entre outros 60 investigados por estabilização e efetivação de servidores públicos sem a aprovação em concurso público e sem o preenchimento dos requisitos estipulados na legislação.

Benedito foi colocado em liberdade horas depois de ser preso e responderá a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), já que o delegado de plantão tipificou o caso como uma infração de menor potencial ofensivo. De acordo com a Polícia Civil, o advogado responderá por posse ilegal de drogas e resistência à prisão, passando na seqüência por audiências.

No boletim de ocorrência nº 2017131005, registrado pela Polícia Militar (PM), o flagrante havia sido qualificado como tentativa de homicídio doloso, uma vez que o homem foi flagrado com uma faca na mão. A vítima, L.M.A., 22, afirmou que ele ficou agressivo após usar drogas, passando a falar coisas desconexas e partindo para cima dela com uma faca.

Aos policias ela contou que conseguiu fugir e se trancar na cozinha, de onde acionou a Polícia Militar (PM). Chegando ao local os policiais ouviram seus gritos de socorro e exigiram que a porta fosse aberta, no entanto, como não foram atendidos, precisaram arrombá-la.

Durante a ação, o advogado resistiu à prisão e precisou ser imobilizado e algemado. No apartamento a PM apreendeu um pino plástico e existem suspeitas de fosse cocaína. Em 2011, ele também foi preso em um acusado de ameaçar duas mulheres com um revólver 38.

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=433596&noticia=preso-pela-segunda-vez-por-crimes-contra-mulheres-procurador-da-al-podera-ser-exonerado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s