Em guerra por ‘negócios’, traficantes entram em hospital e ‘terminam serviço’

Câmeras de segurança mostram o momento da chegada de dois atiradores a um hospital onde um paciente foi executado e a fuga após o crime. O caso ocorreu na manhã desta quinta-feira (2) em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e as imagens foram divulgadas no RBS Notícias (veja vídeo acima).

As imagens mostram três homens chegando de boné na portaria central do Hospital Municipal. Dois deles acessam o interior do prédio e um comparsa fica aguardando no local. Pouco mais de um minuto depois, a dupla deixa correndo a casa de saúde após ter atirado em Wellington Bandeira, de 19 anos.

O homem estava internado no hospital desde segunda-feira (27) depois de ser baleado em um confronto por disputa de pontos de tráfico, no qual outro homem tinha sido morto.

As imagens do sistema de câmera serão analisadas pela polícia. “A entrada e a saída dos dois foi muito sutil, quase despercebido. Um deles ficou no controle, próximo à porta da entrada, e o outro foi atrás do alvo. A ação violenta mesmo foi na hora da execução”, explicou o delegado Enizaldo Plentz em entrevista à Rádio Gaúcha.

O G1 entrou em contato com o Hospital Municipal. Em nota, a instituição de saúde confirmou os fatos e disse que está contribuindo com as investigações. Além disso, as visitas foram canceladas nesta quinta (2).

O hospital informou ainda que “não há mais nenhum indivíduo envolvido no caso policial referido, internado”.

Leia a nota na íntegra:

“A Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo confirma que na manhã desta quinta-feira, 02, por volta das 8h23, três homens armados ingressaram no Hospital Municipal pela portaria principal, sendo que um dos indivíduos permaneceu na portaria e os outros dois dirigiram-se até o quarto de um dos pacientes.

No local, foram efetuados diversos disparos contra o internado Wellington Jean Brito Bandeira, que deu entrada à Casa de Saúde na última segunda-feira, dia 27, com ferimento por arma de fogo e estava internado na Unidade Águia. Wellington era um dos envolvidos na ocorrência policial do último final de semana no bairro Guarani/ Operário. A FSNH esclarece que não há mais nenhum indivíduo envolvido no caso policial referido, internado no Hospital Municipal.

A ação durou cerca de dois minutos e os autores dos disparos fugiram pela Recepção Principal e embarcaram em um veículo. Após o episódio, o local foi isolado e a Brigada Militar acionada. A FSNH está contribuindo com as investigações, que já estão com a Polícia Civil. As visitas no Hospital Municipal estão canceladas no dia de hoje, 02.

A Fundação de Saúde salienta que já está em curso um projeto de segurança, com o objetivo de inibir estas e outras ações, a fim de manter a segurança de funcionários e pacientes”.

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2017/03/video-mostra-chegada-de-atiradores-em-hospital-onde-paciente-foi-morto.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s