Judy Garland foi molestada por anões de ‘O Mágico de Oz’, relatou ex-marido da atriz em memórias

Judy Garland em cena de 'O Mágico de Oz' com seus colegas que interpretaram os munchkins' (Foto: Divulgação)

O ex-marido de Judy Garland, Sid Luft, morto em 2005, deixou revelações chocantes contadas a ele pela atriz sobre as filmagens de um dos maiores clássicos do cinema para todas as idades: ‘O Mágico de Oz’ (1939). Segundo suas memórias, que só agora vão ser publicadas em ‘Judy and I: My Life with Judy Garland’ e que foram obtidas pelo jornal ‘The Sun’, a atriz disse a ele que os colegas que interpretavam os munchkins a molestaram durante as filmagens. (Judy Garland em cena de ‘O Mágico de Oz’ com seus colegas que interpretaram os munchkins' (Foto: Divulgação)

“Eles achavam que poderiam escapar de qualquer coisa por que eram pequeninos. Eles fizeram a vida de Judy um pesadelo no set colocando suas mãos por baixo do seu vestido. Os homens tinham mais de 40 anos”, descreveu, lembrando que Garland à época de ‘O Mágico de Oz’ tinha apenas 16 anos.

Não é a primeira vez que o mau comportamento dos atores que interpretaram os munchkins vem à tona, é algo que já faz parte da mitologia de Hollywood. Há rumores de “orgias de anões” que aconteciam no Culver Hotel, onde todos estavam hospedados durante o trabalho em ‘O Mágico de Oz’. Há relatos de quebradeira nos quartos e noites de bebedeira. A própria Garland teria descrito alguns dos seus colegas no filme: “Eles eram bêbados. Ficavam chapados todas as noites e a polícia tinha de contê-los com redinhas de pegar borboletas”. (Foto: Segundo o depoimento de Sid Luft, que morreu em 2005 e só agora tem sua obra sobre a vida com a estrela da Era de Ouro de Hollywood publicada, os atores que interpretavam os munchkins colocavam a mão por debaixo do vestido de Garland e tornavam sua vida no set miserável)

Judy Garland foi casada com Sid Luft por 13 anos, mas ele foi apenas o segundo de seus cinco maridos. A atriz – que começou no show business na infância – ficou conhecida por seu comportamento destrutivo, movido por seu vício em drogas sob prescrição – ela morreu de overdose prematuramente aos 47 anos, em 1969.

No livro, Luft também fala da batalha de Garland contra o vício e culpa isso por várias tentativas de suicídio da atriz. “Ela era casada com as drogas antes de me conhecer. E nunca se divorciou delas.”

http://revistamonet.globo.com/Filmes/noticia/2017/02/judy-garland-foi-molestada-por-anoes-de-o-magico-de-oz-relatou-ex-marido-da-atriz-em-memorias.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s