Justiça nega liberdade para homem flagrado com plantação de maconha

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, negou liminar em habeas corpus a um homem condenado a cinco anos e dez meses de reclusão, após ser flagrado com plantação de maconha dentro de casa. (Foto ilustrativa: Policiais militares do 7º BPM prenderam na noite desta segunda-feira (27) Paulo César Silva Carvalho por cultivar pés de maconha em sua residência no município de Lagarto (SE). Ele, juntamente com a planta da droga, foi encaminhado à Delegacia Regional de Lagarto (DRL)

SAIBA MAIS
>>>Homem é preso após plantar maconha no próprio quintal

De acordo com o processo, os policiais cumpriam mandado de busca e apreensão na residência, para investigar possível envolvimento dele com pedofilia. Em relação a este crime nada foi encontrado, mas no banheiro do apartamento foram localizadas 32 mudas de maconha e frascos contendo sementes da erva.

No pedido de habeas corpus, a defesa alegou que não há prova para sua condenação e requereu liminar para suspender o mandado de prisão. Ao negar o pedido, o ministro Humberto Martins explicou que a reversão do julgado para reconhecer a correta tipificação, ou mesmo o enquadramento do homem como usuário, demandaria a apreciação de provas, o que é inviável em habeas corpus. (Com informações do Superior Tribunal de Justiça, reportagem Thamyres Nicolau)

http://site.agenciadoradio.com.br/noticiaView.zhtml?codigoNoticia=TJPA170058

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s